CategoryGeral

O QUE É E COMO FUNCIONA O REVESTIMENTO EM ACM?

Criado em 1965 por uma empresa alemã, o revestimento de ACM (do inglês Aluminum Composite Material) é um produto que se tornou uma revolução no conceito de revestimento. Com três camadas de materiais, o ACM é considera do revestimento do futuro, uma vez que possui diversas aplicações e é usado em todo o globo.

Suas restrições de uso são quase inexistentes, sem contar com os diversos outros benefícios! Confira mais sobre revestimento em ACM em Curitiba e onde pode ser utilizado!

 

O QUE É REVESTIMENTO DE ACM?

O revestimento de ACM é um composto de três camadas. Duas delas são lâminas de alumínio; a outra, é uma camada de polietileno de baixa densidade. Todo o conjunto fica com uma espessura média entre 3 e 4 mm.

 

VANTAGENS DE UM REVESTIMENTO DE ACM

Por ser um revestimento cheio de benefícios, graças a sua composição, o ACM pode ser aplicado em diferentes ambientes, em diversos cenários, graças a sua resistência à corrosão e a disponibilidade de diferentes cores. Confira as principais vantagens abaixo:

 

Sem grandes restrições de uso

Optar pelo revestimento de ACM significa que pode ser aplicado em vários lugares e praticamente em todo tipo de ambiente, seja ele interno ou externo. Entretanto, sua utilização não pode ser feita em pisos, devido à abrasão do dia a dia, que acaba deteriorando o material com o tempo.

Para evitar dores de cabeça, principalmente no momento de instalação, é preciso fazer a escolha do material ainda na fase de concepção do projeto, com dimensão das placas bem definidas, quais os acabamentos e os locais em que as chapas de ACM serão instaladas.

 

Uso em retrofit

Seu uso é tão plural, que o revestimento de ACM também é indicado para trabalhos de retrofit. Ou seja, a renovação de prédios de qualquer tamanho, fachadas comerciais ou industriais, chapeamento de bancas, de caminhões baús e até placas de comunicação visual.

Optar por esse tipo de projeto garante longevidade à estrutura, curvas, leveza e beleza, quando comparado a outros tipos de revestimentos.

 

Bom desempenho térmico e acústico

Graças à presença do polietileno entre as camadas do revestimento de ACM, o desempenho térmico e acústico é visível e muito melhor do que ambientes sem a presença deste material. Desta maneira, o ACM ajuda a criar um ambiente com isolamento termoacústico.

 

Maleabilidade

Talvez, uma das principais vantagens é a maleabilidade das chapas de ACM. Esse fator dá ao ACM a característica de ser dobrado ou cortado em vários tamanhos e formas, podendo, assim, integrá-lo da forma que achar melhor ao seu projeto.

Verdadeiras obras de arte podem ser criadas com o revestimento ACM, uma vez que ele se adapta aos contornos de edificações ou ao design que se busca alcançar. No entanto, para designs mais arrojados, necessita-se encomendar as peças de forma prévia com a empresa para melhor resultado.

 

Custo-benefício maior

Quando se compara o seu valor com outras placas sólidas, o revestimento ACM tem maior vantagem. Isso tudo graças ao custo-benefício gerado entre valor, durabilidade e a aparência estética impecável das fachadas trazidas pelo produto.

 

Manutenção feita de forma simples

Além do mais, os painéis de ACM exigem pouca manutenção, sendo a maior delas a própria limpeza. Ou seja, é um gasto que em outros casos pode ser necessário, mas aqui é evitado ao longo do tempo.

A sua limpeza é feita somente com água e sabão, pelo menos quatro vezes ao ano. Deve-se evitar o uso de produtos alcalinos (como detergente em pó e soda de lavagem) para estender a vida útil do revestimento.

 

Montagem com agilidade

Com o revestimento de ACM, as chances de atraso em obras caem bastante, pois sua montagem é rápida e ágil. Ela é realizada junto com a instalação de esquadrias e, assim, acaba otimizando o tempo gasto.

Sua instalação pode ser feita usando suportes metálicos tipo ancoragem ou por meio de colagem com fitas.

É importante, porém, que seja realizado o dimensionamento de forma adequada, para evitar que as chapas não cheguem ao ponto determinado e, assim, apresente variações na estrutura. Também é preciso atenção do profissional instalador, já que qualquer erro pode ocasionar em mal alinhamento do revestimento e a peça ficar sem o suporte de fixação.

 

CONCLUSÃO

Como vimos até aqui, fachadas em ACM tornam a edificação mais atraente, além de aumentar os cuidados tanto com a estrutura quanto para quem está dentro dela.

Bom saber também que os painéis em ACM não propagam fogo. Sendo o alumínio o material que fica em contato direto com as chamas, e feito com produtos que resistem a temperaturas elevadas, o revestimento não permite que um incêndio se propague.

Existem empresas de Structural Glazing em Curitiba que realizam esse tipo de solução para o seu projeto. E se você busca modernizar o seu negócio, já sabe por onde começar!

4 motivos para fazer pedagogia

Se você está interessado na faculdade de pedagogia, mas ainda tem dúvidas se essa é a melhor escolha para o seu futuro, então, você veio ao lugar certo. No post de hoje, vamos te mostrar quatro motivos pelos quais você deve seguir a carreira como pedagogo ou pedagoga e se matricular hoje mesmo nessa graduação.

Além disso, vamos aproveitar para esclarecer algumas dúvidas sobre essa área, como as opções de atuação, os salários praticados no mercado e as opções de cursos de pós-graduação para se especializar. Então, confira todas as informações logo abaixo:

  1. Grande leque de atuação na área

Diferente do que muita gente pensa, o profissional formado em pedagogia a distância não tem apenas a sala de aula como opção de ambiente de trabalho. Essa é sim uma das alternativas, mas ela não é a única. Aliás, podemos dizer que os pedagogos contam um grande leque de atuação na área. (Confira mais sobre as possibilidades de atuação em pedagogia)

Sendo assim, separamos abaixo uma listagem com algumas das opções disponíveis no mercado, confira.

Ensino: lecionar na Educação Infantil, nas cinco primeiras séries do Ensino Fundamental ou na alfabetização de jovens e adultos.

Educação Especial: desenvolver material didático e ministrar aulas para crianças e adultos portadores de necessidades especiais. Aliás, ainda há uma carência grande nessa área.

Orientação Educacional: dar assistência aos estudantes com o uso de métodos pedagógicos e psicológicos.

Coordenação Pedagógica: acompanhar, orientar e avaliar os professores, a rotina da escola e o processo de aprendizagem dos alunos.

Supervisão Educacional: orientar professores e educadores e avaliar seu trabalho, com o intuito de melhorar a qualidade do ensino.

Administração Escolar: gerenciar os recursos humanos, materiais e financeiros dos estabelecimentos de ensino.

Pedagogia Empresarial: desenvolver e implantar projetos educacionais culturais para empresas, ONGs e outras instituições. Vale lembrar que este segmento está em alta, atualmente.

Pedagogia Social: inserir a prática da educação, em espaços não escolares, como em igrejas, centros comunitários, asilos, presídios ou na assistência social á pessoas em situação de risco e abandono.

Pedagogia Hospitalar: implementar processos educativos de crianças e jovens internados, para que eles possam retornar posteriormente ao ensino regular.

Desenvolvimento de Materiais de Ensino: elaborar livros infantis e material didático para o Ensino Fundamental.

  1. Responsabilidade social

Você provavelmente já ouviu falar que a educação muda o mundo. Sendo assim, podemos dizer também que o profissional formado no curso de pedagogia EAD tem uma grande responsabilidade social envolvendo esse objetivo de mudança e melhora da sociedade.

Afinal, independente do segmento escolhido, o pedagogo estará sempre desenvolvendo atividades ligadas a educação e processos educativos. Sendo assim, estará também fazendo a sua parte para que mais crianças e adultos recebam educação apropriada para contribuir com a sociedade.

Dessa forma, os pedagogos que trabalham em escolas, podem sentir essa responsabilidade de uma forma ainda maior. Afinal, eles trabalham na formação dos jovens, sendo assim, podem estimular essas crianças e adolescente a pensar e agir.

 

  1. Muitas possibilidades de especialização

A licenciatura em pedagogia é a porta de entrada para a profissão, mas há diversas opções de especialização. Sendo assim, depois de terminar a graduação é possível se especializar em segmentos como: educação especial e inclusiva, neuropsicopedagogia, psicopedagogia institucional, alfabetização e letramento, gestão escolar, ensino lúdico e muitas outras.

Ou seja, dessa forma é possível ficar atualizado com as novas tendências, tecnologias e metodologias da área. Afinal, esse é um segmento que está em constante pesquisa e mudanças. Além disso, é possível aumentar ainda mais as possibilidades de atuação na pedagogia. E também, receber um destaque no mercado de trabalho, conquistar melhores oportunidades e, consequentemente, salários mais atrativos.

Por falar em salários, esse é um assunto que sempre desperta curiosidades nas pessoas. Sendo assim, vamos aproveitar o tema, para trazer alguns valores que são praticados no mercado, de acordo com cada setor de trabalho da pedagogia. Confira logo abaixo e esclareça suas dúvidas:

– Administração pública em geral – 3.172,77 em 35 horas de trabalho.

– Atividades de associações de defesa de direitos sociais – 2.496,44 para 37 horas semanais.

– Educação infantil – creche – 1.858,83 e 39 horas por semana.

– Educação infantil – pré-escola – 1.931,05 e 38 horas semanais.

– Educação profissional de nível técnico – também com 40 horas/semana.

– Ensino de idiomas – 2.077,84 com 40 horas semanais.

– Ensino fundamental – 2.440,84 para 38 horas semanais de trabalho.

– Ensino médio – 2.964,44 e 38 horas de trabalho por semana.

– Outras atividades de ensino – 3.202,09 por 38 semanais de trabalho.

– Serviços de assistência social sem alojamento – 2.702,55 também para 38 horas semanais de trabalho.

 

  1. Diversas oportunidades abertas na área de pedagogia

E para finalizar os nossos quatro motivos para se matricular na graduação em pedagogia a distância, estão as diversas oportunidades abertas na área. Isso acontece, principalmente, pelo grande campo de atuação, ou seja, com um leque tão vasto de possibilidades há sempre boas vagas abertas aguardando profissionais qualificados.

Isso significa que as chances de encontrar um bom trabalho logo após a formação é muito grande. Aliás, a nossa dica é que você aproveite o estágio supervisionado obrigatório durante o curso para fazer alguns contatos profissionais que serão úteis para a sua carreira. Afinal, há a chance de você ser contratado pelo mesmo local em que estagiou, ou ainda, ser indicado para outra vaga. Sendo assim, é importante mostrar muito comprometimento e aproveitar todas as oportunidades para aprender um pouco mais sobre a pedagogia e o trabalho diário na área.

O que é arame galvanizado?

O arame galvanizado é amplamente utilizado em cercamentos, mas não é todo mundo que sabe o que é esse material. Este é o seu caso? Então, continue a leitura e conheça o que é arame galvanizado!

 

O que é arame galvanizado?

Trata-se do arame de aço (liga de ferro e carbono) que passou pelo processo de galvanização. Durante esse processo, há a aplicação de uma camada de zinco sobre o aço, material que também recebe o nome de “metal de sacrifício”.

O zinco tem esse nome porque se o arame passar por algum dano, ele evita que todo o material entre em corrosão. Na prática, isso significa que o arame de aço galvanizado não enferruja. É justamente por isso que o material pode ser instalado a céu aberto, sem apresentar danos.

Mas, como o zinco é aplicado sobre o arame de aço? Há duas formas para isso: por meio da imersão do material em zinco líquido ou por eletrogalvanização, que consiste no banho eletrólito do arame.

 

Por que usar arame galvanizado?

O uso do arame galvanizado é indicado porque é um material resistente a danos, que não enferruja, mesmo que fique em contato frequente com a água. Por isso, dura mais do que outros tipos de arame.

A maior durabilidade também implica em outra vantagem: a menor necessidade de manutenção, sem exigir consertos periódicos, o que ajuda a economizar, principalmente em longo prazo.

 

Onde usar arame galvanizado?

O arame galvanizado pode ser utilizado de diferentes formas. A mais comum é na montagem de cercas, principalmente em áreas rurais e de criação de animais.

O material também é usado na fabricação de telas de proteção, como a eletrosoldada e o alambrado, produtos perfeitos para montagem de cercas de segurança perimetral e de restrição de acesso.

Há, ainda, outros usos menos óbvios e que às vezes passam despercebidos: na construção civil, bem como por indústrias na fabricação de veículos, eletrodomésticos, móveis, entre outros produtos.

Além disso, o arame galvanizado também é muito utilizado na decoração e artesanato, especificamente na criação de objetos decorativos originais.

 

Arame galvanizado: quando não é a melhor opção?

O arame galvanizado é o investimento perfeito para áreas urbanas e rurais, mas há uma situação em que ele não é a melhor opção: em áreas litorâneas.

Isso se deve ao fato de o aço galvanizado não ser resistente à maresia, o que quer dizer que oxida, ficando enferrujado rapidamente. Portanto, o material dura menos em áreas litorâneas.

Mas, o que utilizar para cercamento nesses locais? Uma alternativa é o arame de aço galvanizado revestido em PVC, que é um material sintético (tipo de plástico) que forma uma camada de proteção sobre o metal, evitando seu contato com o ambiente externo.

Por isso, o arame revestido em PVC dura mais em áreas litorâneas, compensando o investimento. Outro benefício do material é que possui estética agradável, pelo fato de o PVC ser colorido.

 

Tipos de arame galvanizado

Essencialmente, existem dois tipos principais de arame galvanizado: o simples e o com revestimento de PVC. As diferenças entre eles são poucas, mas significativas.

O simples, por exemplo, tem acabamento metálico e normalmente é indicado para áreas urbanas e rurais. Já o revestido em PVC tem estética diferenciada, porque o material é colorido, possibilitando montar cercas que fogem do óbvio e podem passar despercebidas em alguns locais, como em áreas verdes.

Além disso, o arame revestido em PVC é perfeito para instalação em áreas litorâneas, uma vez que é resistente à maresia, sem apresentar danos com o passar do tempo.

 

Dicas para comprar arame galvanizado

Precisa comprar arame ou tela de arame galvanizado para cerca, mas não sabe exatamente como acertar nessa tarefa? Neste caso, confira as dicas que preparamos:

 

Confira as medidas da área

Saber antecipadamente quais são as medidas da área em que pretende utilizar o material permite fazer uma previsão de quanto arame precisará. Assim, dá para comprar uma quantidade mais próxima da ideal, de modo a evitar faltas ou sobras.

 

Espessura do arame

O arame galvanizado está disponível em diversas espessuras e cada tipo de cerca exige uma alternativa específica. Por exemplo, se quiser uma cerca mais resistente a impactos, é interessante trabalhar com um arame com espessura mais grossa.

 

Estética

Se a estética for importante para sua cerca, considere utilizar o arame com revestimento em PVC, material que é colorido. A versão na tonalidade verde é a mais comum e utilizada atualmente.

 

Qualidade

Outro detalhe que não pode ser esquecido no momento da compra é verificar a qualidade do arame. É importante saber se é galvanizado mesmo e se tem um bom acabamento.

Arames que não são de qualidade tendem a durar menos, o que significa que terá de realizar manutenções frequentes na cerca, bem como gastar mais para mantê-la em perfeito estado.

Por isso, não deixe a qualidade de lado e tenha uma cerca de arame galvanizado durável!

Otimização de sites: o que é e para que serve?

A otimização de sites é um dos investimentos perfeitos a serem feitos para auxiliar no crescimento de sua empresa. Não sabe o que é otimização de sites, muito menos para que serve? Então, continue e a leitura e conheça!

 

O que é otimização de sites?

Trata-se de uma estratégia de melhoria de sites para que alcancem a melhor posição possível em páginas de resultados de busca em plataformas como o Google.

Essa melhoria é feita aplicando técnicas de SEO (Search Engine Optimization ou otimização para motores de busca) que possibilitam uma rápida indexação das páginas e a identificação de seu conteúdo pelas ferramentas de busca, garantindo um melhor ranqueamento.

 

Para que serve a otimização de sites?

A otimização SEO de sites tem como foco garantir o melhor ranqueamento de maneira orgânica, ou seja, sem precisar pagar para os motores de busca, como acontece em estratégias de link patrocinado.

Esse ranqueamento em posições de destaque é atingido com a otimização do conteúdo do site, bem como de sua estrutura, de modo a melhorar a experiência do usuário.

 

Por que é importante otimizar sites?

Mas, por que é importante otimizar sites para SEO? Simples: essa é uma prática que proporciona resultados especiais, principalmente em médio e longo prazo. Veja o que sua empresa pode alcançar:

 

Melhor ranqueamento em resultados de pesquisa

Com a otimização, a empresa consegue a indexação correta e em menor prazo do site e suas páginas, além de melhorar a experiência do usuário. Como resultado, atinge um melhor ranqueamento, alcançando posições de destaque em páginas de resultado de busca.

Isso é um resultado importante porque permite que sua empresa seja encontrada por seu público-alvo, aumentando a chance de atrair potenciais clientes, além de ampliar a possibilidade de venda.

 

Resultados por baixo custo

Em comparação a outras estratégias de marketing digital, as otimizações SEO possuem baixo custo, uma vez que não se paga para ter destaque nos motores de busca.

Mas, ao contrário do que muitos pensam o SEO não é uma estratégia 100% gratuita, afinal, a empresa precisa investir na contratação de profissionais ou agência para realizar a otimização corretamente. A diferença é que se gasta menos com essa estratégia.

 

Aumento do tráfego no site

Uma das principais preocupações de toda empresa ao criar um site é garantir que ele seja encontrado por potenciais clientes e tenha um bom tráfego. A otimização de sites SEO entrega esses resultados.

Não é para menos, afinal, coloca o site em posição de destaque nos resultados de busca. De maneira geral, sites bem ranqueados têm maior tráfego, porque o usuário clica sempre nas primeiras opções da página.

Dessa forma, a empresa é encontrada com maior facilidade por seu público-alvo, alcança maior visibilidade e tráfego organicamente (sem pagar) e ainda consegue captar mais leads (oportunidades de negócio).

 

Incremento de vendas

Como atrai mais tráfego e leads, a otimização oferece o benefício de gerar novas oportunidades de vendas, contribuindo positivamente para o aumento do faturamento da empresa.

 

Formação de vínculo e relacionamento com o consumidor

A otimização SEO oferece o diferencial de captar mais potenciais clientes, gerar conhecimento de marca, formar um vínculo e relacionamento com esse público.

 

Criação de autoridade

Outro benefício da aplicação de técnicas de SEO é a criação de autoridade, principalmente quando se adota a estruturação de uma rede de links que apontem para seu site. Dessa maneira, a empresa consegue uma posição de destaque no ranqueamento e entre seus concorrentes.

 

Como otimizar sites?

Quer otimizar sites, mas não sabe como? Existem duas formas principais de otimização: pela implementação do SEO on-page e SEO off-page.

O SEO on-page consiste na aplicação de técnicas para otimizar páginas do site, considerando seu conteúdo, URL, design, entre outros detalhes. Curiosamente, é justamente nessa modalidade que a pesquisa, definição e uso da palavra-chave são importantes.

Já o SEO off-page tem como foco a otimização fora do site, com foco em link building e busca de referências, o que ajudará a alcançar maior autoridade no segmento.

 

Melhores práticas de SEO on-page e off-page

Existem práticas de SEO on-page e off-page que entregam melhores resultados de otimização, de modo a atingir e manter um excelente ranqueamento. Conheça quais são:

 

Otimização de conteúdo

Trata-se do SEO on-page, com otimização de título da página, criação de meta description, personalização de URL, otimização de imagens e texto, com uso de palavras-chave, por exemplo.

Também é possível otimizar headings, efetuar linkagem interna e criar sitemap, que possibilita que o motor de busca indexe as páginas em um menor prazo.

 

Link building

O link building é uma técnica comum na otimização de sites SEO off-page. Para adotá-lo, é importante criar conteúdo de qualidade, para que seu site gere links e menções espontaneamente.

Também faça parcerias de backlinks, guest posts e co-marketing, técnicas que permitirão atingir objetivos de otimização e mantê-los em longo prazo.

O que um site de e-commerce precisa para passar confiança e ter sucesso?

Para ter sucesso, um e-commerce precisa passar confiança para o potencial cliente. Não é para menos, afinal, o número de lojas virtuais cresceu exponencialmente nos últimos anos, assim como os de fraudes na internet.

Naturalmente, o consumidor adquiriu uma postura mais cuidadosa e tende a comprar somente de lojas que dão maior confiança e credibilidade. Tem um e-commerce e quer torná-lo mais confiável, de modo a gerar mais vendas?

Então, confira aqui o que sua loja virtual precisa ter para ser confiável, captar e conquistar clientes, atingindo crescimento e sucesso.

 

O que o e-commerce precisa para transmitir confiança?

Existem pontos específicos no e-commerce que ajudam a transmitir confiabilidade ao possível cliente, aumentando a chance de realizar novas vendas. Confira, a seguir, quais são e procure implementá-los em sua loja online:

 

Informações sobre a empresa

Tenha uma seção institucional no e-commerce, com informações sobre a empresa, para aumentar a credibilidade no negócio. Conte, de maneira resumida, como a empresa surgiu, o que faz, seus valores e diferenciais.

Além disso, a lei do e-commerce diz que todas as lojas virtuais precisam mencionar seu CNPJ, razão social, endereço da sede da empresa, telefone e e-mail para contato. Portanto, aproveite para disponibilizá-los.

 

Canais de atendimento

Todo cliente quer identificar rapidamente informações sobre canais de atendimento, o que possibilita saber se é fácil contatá-la se enfrentar alguma dificuldade. Por isso, essas informações devem estar claramente visíveis na seção de ajuda e suporte da loja virtual.

 

Políticas da empresa

As informações sobre políticas adotadas pela empresa, como trocas e devoluções, entrega e frete, formas de pagamento, privacidade, entre outros, devem ser especificadas no e-commerce.

Ao comunicar antecipadamente tais informações, o cliente consegue obter informações rapidamente, entendendo como funcionam as políticas adotadas pela empresa, estimulando sua decisão de compra.

 

Proteção de dados

Todo e-commerce estruturado para proteger os dados dos clientes passa maior confiabilidade. Há várias formas de implementar isso, como criptografar comunicações entre o dispositivo do cliente e o da empresa, com uso do certificado SSL.

Além disso, disponibilize selos e certificados de segurança, que devem aparecer no rodapé da página e reforçam ainda mais a confiança do cliente na loja virtual.

 

Formas de pagamento

É importante que a empresa disponibilize diferentes formas de pagamento, mencionando-as no rodapé da página inicial. Disponibilizar poucas modalidades, como transferência bancária ou boleto, levanta suspeitas.

 

Reviews e comentários de clientes

As reviews e comentários de clientes são excelentes ferramentas para passar confiança, porque são opiniões reais de quem realmente já teve contato com a loja e produto. Por isso, procure oferecer essa modalidade na página dos produtos.

 

Descrições e fotos de produtos

Tenha um cuidado especial com as descrições e imagens de produtos, porque um trabalho malfeito, com fotos de má qualidade e erros de ortografia não dão credibilidade à loja.

Além disso, procure oferecer o máximo de informações sobre o produto nas descrições, porque o cliente conseguirá encontrar esses dados rapidamente, agilizando a decisão de compra.

 

Marketing digital para e-commerce

Além dessas dicas básicas sobre como fazer um e-commerce de sucesso, também é importante que a empresa pense além e adote estratégias complementares que reforçam a credibilidade da loja e possibilitam o aumento de vendas.

É o caso do marketing digital! O e-commerce pode adotá-lo de diferentes formas para melhorar sua imagem e transmitir mais confiança. Confira, a seguir, o que pode ser feito:

 

Criação de conteúdo

A criação e divulgação de conteúdo possibilita que a empresa atraia visitantes, capte leads (pessoas interessadas em seus produtos) e realize mais vendas.

Porém, não se trata de qualquer conteúdo, mas sim de um relevante / de alta qualidade, voltado às personas (clientes ideais) do negócio. Esse tipo de material ajudará a loja a ter credibilidade e se tornar autoridade no segmento de atuação.

O material pode ser disponibilizado em blog, redes sociais e e-mail marketing, de modo a nutrir clientes, gerar lembrança de marca e estimular o desejo de compra.

Ao adotar essa estratégia de marketing digital, procure combiná-la com outra, o SEO, que otimiza o site para motores de busca, proporcionando um melhor ranqueamento no Google sem pagar por isso.

 

Redes sociais

Quando ainda não conhece um e-commerce, um comportamento comum do consumidor é procurá-lo em redes sociais. Por isso, é essencial ter perfis nessas plataformas.

A presença em redes sociais possibilita construir relacionamentos, engajar clientes e potenciais clientes, bem como transmitir confiança para quem ainda tem dúvida se realiza ou uma compra.

Mas, tenha um cuidado especial: não adiantar somente criar o perfil, é importante investir em uma gestão com criação de conteúdo e interação com seguidores e possíveis clientes. Um perfil abandonado não dá segurança ao consumidor.

Websites que vendem e faturam bem normalmente têm estratégias diferenciadas para as redes sociais, com criação de conteúdo relevante, que gera engajamento e dão maior visibilidade à marca, atraindo mais clientes. Por isso, não deixe de criar perfis e alimentá-los periodicamente.

O que estudar para concurso de professor?

Se o seu foco é ser aprovado em um concurso público de professor ou professora, este texto foi feito para você. Vamos contar quais matérias você precisa focar na sua preparação e ainda dar dicas de como encontrar o melhor preparatório para concurso público. Então, confira nossas dicas até o final e coloque-as em prática no momento da sua preparação. Assim, a aprovação ficará ainda mais próxima e em breve você se tornará um funcionário público.

 

Quais matérias são cobradas em concurso para professor

Se você é novo nesse mundo de concurso público, precisamos te explicar que todo o conteúdo programático do certame, ou seja, as matérias que serão cobradas estão no edital. E cada concurso possui um edital específico. Mas, se você não quer se preparar para um certame em específico, mas estar pronto para qualquer nova oportunidade que abrir na área, você deve focar nas matérias que mais são cobradas.

Então, as principais disciplinas que aparecem em questões de concurso para professor formado em pedagogia são: Legislação da Educação; Didática; Aspectos Éticos, Filosóficos e Sociológicos da Educação; Gestão e Educação; Psicologia da Educação; Língua Portuguesa; Educação inclusiva; e Avaliação de aprendizagem.

E mesmo que você já conheça essas matérias devido ao aprendizado adquirido com a licenciatura ou, até mesmo, com a experiência de trabalho, é essencial que você confira como essas disciplinas são cobradas no certame. Afinal, os concursos possuem maneiras específicas de cobrar o conteúdo, por isso, não pode confiar no conhecimento que já tem até aqui. E um curso online para concurso pode te ajudar muito com esse aprendizado específico, é um investimento que você faz agora para garantir a aprovação.

 

Responda questões de concursos anteriores

Responder questões de concurso te ajuda a ter uma prévia do que estará te esperando no dia da prova. Assim, você diminui o nervosismo e fica mais confiante para enfrentar as perguntas. Então, procure por um curso para concurso que possa te oferecer questões para praticar. Depois disso, faça alguns filtros e confira o que foi cobrado em concursos dos anos anteriores para o cargo que tem interesse.

Essa prática é bem importante, principalmente, para quem quer conquistar funções em licenciaturas mais específicas como: matemática, língua portuguesa, língua inglesa, geografia, história ou até mesmo música.

Mas é importante que você responda questão de concurso regularmente. Assim, a sua mente entenderá que aquele é um conteúdo importante que precisa ser absorvido. Dessa forma, você também pode revisar os conteúdos que foram aprendidos no curso online para concurso e conferir como anda o seu desempenho.

A nossa dica é que na hora de responder às perguntas, além de escolher a alternativa correta, você também consiga explicar os motivos que levam as demais a estarem incorretas. Dessa forma, você não erra uma questão para concurso por mera desatenção e pode frisar melhor o conteúdo. Outra prática que pode ser interessante é tentar explicar o conteúdo para alguém leigo, veja se funciona para você também.

Além disso, você também pode resolver provas completas. A ideia pode parecer a mesma, mas essa é uma ação ainda mais completa para a sua preparação. Então, faça o download de uma prova recente para o cargo que quer conquistar uma vaga, imprima o documento e escolha um canto silencioso da casa para resolver. Mas, você precisa fazer como se fosse o dia oficial, então, deixe ao seu lado apenas uma garrafinha de água e um chocolate, faça poucas pausas. Também é interessante deixar o celular mais afastado cronometrando o seu tempo de resolução. Depois é só conferir as suas respostas com base no gabarito oficial e repetir essa prática depois de um tempo de preparação.

Pronto, agora você já conhece um pouco mais sobre esse universo de concurso público e sabe como iniciar a sua preparação e em quais matérias focar. Se puder, aposte em um curso para concurso, ele tornará a sua preparação ainda mais direcionada e o seu caminho até a aprovação mais curto. E fique sempre de olho nos portais que trazem notícias de certames. Afinal, sempre há novas vagas sendo abertas para concursos de professor, principalmente, em prefeituras por todo o Brasil. Não deixe essas oportunidades passarem!

Quanto tempo dura a faculdade de Logística?

Quem pensa em fazer uma faculdade de Logística EAD sabe que, durante o curso, aprenderá todo o necessário para se tornar um profissional capaz de utilizar as tecnologias como ferramentas para aperfeiçoar os processos logísticos, e ainda irá adquirir habilidades para o planejamento e a coordenação de atividades física e de informação relacionadas às operações de transportes, armazenamento e distribuição, proporcionando assim um fluxo de bens mais eficiente e benefícios que ajudarão a alavancar a qualidade dos produtos, isso é claro, de acordo com o que for ideal para empresa e seus respectivos setores.

Se você optar em fazer o curso de tecnologo em Logística, terá no mínimo 24 meses, ou dois anos, até que se forme. São ao todo quatro semestres, onde aprenderá de forma dinâmica o que o mercado de trabalho precisa. São disciplinas menos focadas em teorias e sim no que te deixará pronto para sair da faculdade direto para o primeiro emprego já sabendo o que deverá fazer para atuar com sucesso na área.

Grade Curricular

Bom, já que falamos acima sobre o quão bem preparado estará ao receber seu diploma no fim do curso, nada mais correto do que mostrarmos, semestre por semestre, quais são as disciplinas que compõem a faculdade de Logística a distancia.

1º Semestre

  • Filosofia das Ciências Sociais
  • Empreendedorismo
  • Prática Textual em Língua Portuguesa
  • Sociologia Geral
  • Fundamentos da Economia
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa
  • Gestão de Pessoas

2º Semestre

  • Legislação Empresarial
  • Direitos Humanos e Relações Étnico-Raciais
  • Comunicação Empresarial
  • Língua Brasileira de Sinais – Libras
  • Administração da Produção e Materiais
  • Gestão de Operações e Estoques

3º Semestre

  • Gestão da Cadeia de Suprimentos
  • Canais de Distribuição de Marketing
  • Educação Ambiental e Cidadania
  • Logística Reversa
  • Gestão de Compras e Fornecedores
  • Tópicos Especiais em Logística

4º Semestre

  • Gestão de Custos e Riscos Operacionais
  • Logística e Transporte Internacional
  • Gestão de Transportes
  • Mobilidade e Logística Urbana
  • Sistemas de Movimentação e Armazenagem

Além de fazer as provas referentes a cada uma das disciplinas citadas acima, e claro, conquistar as notas necessárias para ser aprovado, no decorrer do curso tecnico em Logistica também é necessário realizar as atividades complementares (que já estarão disponíveis desde o primeiro semestre) e as atividades integradoras (no segundo e no quarto semestres).

Mercado de Trabalho

Se precisa de mais um empurrãozinho para tomar sua decisão definitiva de efetivar a matrícula no curso de Logística a distancia, lá vai… O mercado de trabalho para formados nessa área é bastante aquecido, tendo frequentemente oportunidades a espera do candidato certo, que no caso pode ser você.

Boa parte das vagas está concentrada em indústrias, empresas de transporte e comércio eletrônico, lojas, supermercados, e claro, nos órgão públicos, principalmente aqueles que lidam com esse segmento.

Entre as principais áreas de atuação podemos destacar o comércio internacional, a gestão de cargas e redução de cursos e perdas empresariais, planejamento da demanda e estoques, armazenamento e embalagem, controller, gerenciamento da cadeia de suprimentos (supply chain), prevenção de perdas, processos logísticos, gestão da informação, coordenação das rotas e meios de transporte, isso para citar apenas alguns.

Mas claro, para ter o conhecimento necessário e ser bem visto pelo mercado de trabalho, nada melhor do que fazer seu curso tecnico EAD em Logística em uma instituição de ensino superior que ofereça a melhor qualidade no ensino, material didático que te permita escolher se prefere estudar offline ou online, seja com livros impressos, videoaulas em DVD ou em suas versões digitais e, obviamente, que tenha credenciamento junto ao Ministério da Educação, preferencialmente com uma excelente nota.

Para um primeiro emprego, acredite, as empresas tendem a dar oportunidades àqueles que têm exposto em seu diploma ou currículo a informação de que o curso foi concluído em uma excelente faculdade a distância. E queremos que esse seja o seu caso.

Agora é com você, analise todas as informações que passamos no decorrer do texto, seja em relação a grade curricular e ao mercado de trabalho, e se realmente for o que você imaginava, se você se identificou, busque a melhor faculdade de Logística a distância, faça sua matrícula e prepare-se para futuramente ser um dos melhores profissionais da área e ser disputado pelas mais conceituadas empresas do ramo. Só depende de você! Bons estudos e sucesso!

Por que estudar serviço social?

Se você quer saber mais sobre os motivos de fazer uma faculdade de serviço social veio ao lugar certo. Vamos esclarecer suas dúvidas, falar um pouco sobre o dia a dia de trabalho do profissional da área, e também, sobre o que é ensinado durante o curso de serviço social. Para começar, vale falar que essa é uma profissão bem dinâmica, por isso, o trabalho diário do assistente social é bem movimentado. Ele pode trabalhar na execução e avaliação de projetos de políticas públicas. Mas ainda, é possível que ele faça perícias técnicas, estudos socioeconômicos e demais pareceres para instituições tanto públicas quanto privadas.

Podemos dizer que o assistente social tem como objetivo promover ações e projetos para garantir o bem-estar físico, social e psicológico dos cidadãos. Afinal, ele promove orientação sobre questões de saúde, educação, moradia e tantos outros pontos, auxiliando as pessoas a conquistarem seus direitos. Por isso essa é uma profissão de suma importância para a sociedade. É bom lembrar que esse profissional trabalha diretamente com pessoas, principalmente com aquelas que estão em situação de vulnerabilidade social. Ou seja, o trabalho pode ser realizado com dependentes químicos, presidiários, moradores de rua, pessoas de baixa renda, grupos de minorias étnicas e refugiados, por exemplo.

Mas é preciso diferenciar o trabalho do assistente social com o assistencialismo. A atuação desse profissional é em busca da universalização dos direitos tanto humanos quanto sociais, para isso, são criadas e executadas políticas públicas. Já o assistencialismo se refere mais a ajuda momentânea e pontual.

 

Onde trabalha um assistente social?

Depois de concluir o curso de serviço social, esses profissionais podem escolher um ou mais dos campos de atuação da profissão. É possível conquistar uma vaga de trabalho em empresas públicas e privadas. Há boas oportunidades para consultoria em empresas, assim como, ONGs e instituições. As áreas que sempre estão em busca desses profissionais são: educação, saúde e sociojurídica.

Na parte da educação, é possível trabalhar em escolas, universidades e secretarias. Já na saúde, as vagas são nas unidades básicas de saúde, hospitais, postos de saúde e secretarias. O poder jurídico emprega assistente social nas áreas de infância e idoso, além de prevenção a violência doméstica. Ainda é possível conquistar uma oportunidade em presídios, no atendimento socioeducativo e nos centros de acolhimento de crianças e adolescentes.

Ou seja, agora você já sabe sobre a importância do trabalho desses profissionais e conhece um pouco mais sobre a área de atuação. Como é possível observar, o leque de possibilidades de trabalho é vasto. Ou seja, são boas as chances de você conquistar uma vaga logo depois de formado.

 

Saiba mais sobre a faculdade de serviço social

Agora que você já sabe que o assistente social é responsável por coletar dados, realizar laudos e estudos sociais, além de outras funções, vamos voltar um pouco e falar sobre a faculdade de serviço social. Afinal, ela é o primeiro passo na sua trajetória para uma carreira de sucesso.

O curso de serviço social possui duração de quatro anos. Durante esse período, o estudante terá acesso a diversas matérias da área. Como, por exemplo: Sociologia Geral; Filosofia das Ciências Sociais; Métodos e Técnicas de Pesquisa; Ética e Responsabilidade Profissional; Teoria do Direito; Estatística Aplicada; Direitos Humanos e Relações Étnico-Raciais; Introdução à Administração; Antropologia Social; Introdução às Ciências Sociais; Fundamentos Teóricos e Metodológicos do Serviço Social; Psicologia Social e Comunitária; e muitas outras.

Durante a faculdade de serviço social, o aluno também passará pelo estágio supervisionado. Essa é uma etapa muito importante em que o estudante terá uma prévia de como será o seu dia a dia de trabalho. Também conseguirá desenvolver algumas atividades, mas ainda terá ao seu lado um supervisor para mostrar o melhor caminho a ser seguido. Nessa etapa é importante estar sempre pronto para absorver conhecimento, mas também, mostrar seu comprometimento e conhecimento. Afinal, é o seu primeiro trabalho na área e é importante fazer boas relações profissionais.

Além dos projetos e provas, o aluno também realizará o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Esse também é um momento importante, já que é preciso mergulhar mais fundo em teorias e projetos relacionados ao serviço social. Então, não encare apenas como um projeto que vale a sua aprovação, mas também como um processo de aprendizagem.

Consumo Consciente, dever de todos!

Você sabia que, somente na indústria têxtil, cerca de 175 mil toneladas de resíduos são gerados em nosso país? E, em meio a esse número, não é atoa que cada vez mais pessoas estão antenadas ao que vestem, buscando um consumo consciente.

Mas falar sobre consumo consciente e aplicar a moda sustentável no dia a dia não é algo assim tão simples como se imagina. Além de voltar a atenção para os pilares da sustentabilidade (social, econômico e social) é preciso ir além, considerando a cadeia produtiva como um todo.

Ou seja, é preciso pensar no plantio, na colheita, no processo de tingimento, de deslocamento, uso da peça, o desuso, as condições em que as pessoas trabalham, entre outros quesitos. Sem dúvidas, um processo um tanto quanto complexo!

É fato que o consumo consciente exige muito questionamento e autoconhecimento, mas é algo perfeitamente possível e que pode trazer muitos benefícios para o meio ambiente e sociedade como um todo.

Por onde começar?

O primeiro passo é ter a consciência que consumir com responsabilidade é capaz de (tentar) mudar o mundo. Mas não adianta apenas ir em busca de empresas com selo eco ou aderir ao conceito moda sustentável, sem saber se todos os conceitos são aplicados no processo.

Portanto, é essencial, neste momento, buscar informações e fazer muitas pesquisas que possam ajudar a encontrar o melhor lugar para compras. Além de escolher marcas que merecem o seu olhar, é importante se autoconhecer. 

Ou seja, você precisa entender as suas necessidades, bem como as peças que realmente precisa, evitando as famosas compras por impulso. Essas atitudes permitem que o fast fashion seja evitado. Ou seja, a fabricação, consumo e descarte acelerado de peças para a renovação constante do guarda-roupas.

Para Paulo Carvalho, CEO da Vittrin – Vitine Online de Moda, essa conscientização deve começar internamente. “É legal olhar para o que tem, desapegar com consciência e comprar aquilo que está realmente precisando. Para nós, o consumo consciente é peça fundamental e, é por isso, que estamos sempre em busca de expandir nossas opções. É fundamental que nossas clientes entendam e se identifiquem com suas roupas.”

Dicas de consumo consciente

Compre as peças certas – Faça uma lista, se necessário, para que as compras por impulso possam ser evitadas. Além disso, antes de colocar uma peça no carrinho, pense nas possíveis combinações que pode fazer com outras peças que você já tem. 

Nós costumamos consumir muito mais do que precisamos. Por isso, é preciso questionar e buscar formas de mudar esse consumo dos excessos e impulsos.

De quem está comprando? – Procure por lojas sustentáveis e ecologicamente corretas. Além disso, busque se informar sobre elas, lendo sobre as políticas adotadas, se trabalham com logística reversa, as pautas sociais que aplicam.

Doar também faz bem – Dê uma olhada no seu guarda-roupas e tire, de forma consciente, as peças que não utiliza mais. Algumas peças estão sem condições de uso? Lembre-se que elas podem ser transformadas em outros produtos, como bolsas, panos ou até mesmo enchimento para almofadas.

Apoie causas – Tem coisa melhor do que fortalecer instituições e movimentos nobres? Procure, pesquise e dê seu apoio a causas, por menor que sejam!

Escolher o crédito consignado é a melhor opção para se livrar de altos juros

Quando falamos em crédito consignado, qual a primeira coisa que vem à sua mente? Até meados de 2017, o termo “crédito” significava “bola de neve”. Entretanto, em abril deste mesmo ano, uma regra que afastava os juros do rotativo foi instalada. 

Assim, passou a valer que, em 30 dias, ou o cliente faz o pagamento de toda sua fatura com esses juros ou acontece a transferência de outra linha de crédito do banco com juros menores. Ou seja, tornou-se impossível rolar a dívida com os juros do rotativo por vários meses.

A mudança aconteceu?

O fato é que quase quatro anos se passaram e ainda não tivemos a resolução total deste problema. Isso porque os consumidores têm como costume optar pelo parcelamento por cartão de crédito, que também apresenta altos juros. 

Mesmo no atípico ano de 2020, a taxa desse processo ficou com uma média de 151,6% ao ano. Essa taxa anual chegou a 188,94% em março, mas foi caindo junto da pandemia. Em dezembro, bateu o mínimo de 148,89% ao ano.

Cada vez mais brasileiros se encontram na situação de inadimplência e, mesmo com o caos econômico do ano passado, a baixa foi a queda em relação ao volume de crédito. Em 2018, esse volume era de R$46,9 bilhões. Já em 2019, passou para R$58,5 bilhões. Em 2020, acompanhamos uma leve queda, porém, ainda foram concedidos R$54 bilhões em parcelamento por cartão de crédito no último ano.

Mas como fugir dessas taxas tão altas de crédito? Uma das alternativas é partir para o crédito consignado. Este costuma garantir taxas de juros menores e vantagens bem atrativas ao solicitante.

Entenda o crédito consignado

O Santa Ajuda, financeira especializada em crédito consignado, explica que a porcentagem das taxas de juros cobradas se baseiam no risco corrido pelo credor. O cheque especial, por exemplo, conta com altas taxas de juros, pois, além de não ter garantia, é um crédito para a pessoa física. Ou seja, em caso de inadimplência, é extremamente difícil recuperar o dinheiro emprestado.

Entretanto, o crédito consignado trabalha com uma garantia. Ou seja, o desconto das parcelas é feito direto na folha de pagamentos do funcionário. Portanto, a certeza do recebimento de salário para a instituição financeira fornece segurança e baixa as taxas de juros cobradas no empréstimo.

O consignado pode ser contraído por funcionários públicos ou privados no regime CLT, bem como aposentados e pensionistas do INSS. Entretanto, vale falar que nem todos os trabalhadores privados têm acesso. Isso porque o crédito consignado está disponível apenas para aqueles em que a empresa tem um convênio firmado com um banco para oferecer esse tipo de crédito. 

Além disso, em relação a parcela, o limite é limitado a 30% da renda líquida do credor. Outros 5% são destinados a limite para cartão de crédito. O Senado aprovou no início deste ano uma medida provisória que amplia a margem de 35% para 40% em relação a empréstimos consignados de servidores públicos ativos e inativos, militares e aposentados e pensionistas do INSS.

Os prazos de pagamento podem variar considerando a renda, bem como a idade de quem pede o empréstimo. O Santa Ajuda afirma que este prazo pode chegar a até 96 meses. O crédito consignado é uma das melhores opções do mercado atualmente e costuma ser muito usado para trocar dívidas que apresentam juros mais altos.

Enfim, optar pela melhor opção para você e seu bolso é a melhor forma de garantir sucesso nas suas finanças e realizar sonhos. Portanto, abrir mão de créditos com altos juros e apostar no crédito consignado pode fazer toda a diferença.